Como o treinamento funcional ajuda em outras modalidades

Atualizado: 10 de mai.

Você pratica algum esporte durante a semana, como aquele futebol ou vôlei com os amigos? Ou, então, aquela corridinha ou pedalada no final de semana? Saiba como o treinamento funcional pode te ajudar a prevenir dores ou lesões dessas práticas!

Como já sabemos, o treinamento funcional possui alta transferência para demandas diárias, pois movimenta o corpo de maneira global. Dessa forma, todas as regiões do corpo são condicionadas de forma equivalente.


Para a prática de esportes, essa forma de condicionamento é fundamental. Dificilmente, movimentos e gestos em esportes como futebol, basquete, vôlei, natação, triatlo, entre outras, são realizados isoladamente (somente braços ou pernas), bem como não existem máquinas para auxílio na execução.


Consequentemente, é fundamental ter uma preparação física adequada à modalidade que o atleta pratica. Para isso, se combina um trabalho de força e condicionamento cardiorrespiratório, focando nas assimetrias do corpo, possíveis limitações em articulações ou músculos e desenvolvimento de características necessárias de cada atleta.


Esse trabalho proporciona a construção de uma base física sólida e maior eficiência à pratica de esportes, seja por profissionais, seja por amadores. Conforme a frequência de treinos ocorre, é possível perceber evolução de desempenho.


Algumas modalidades que demandam alta preparação física

As lutas, como judô, caratê, jiui-jitsu e boxe, por exemplo, por serem bastante técnicas, exigem um bom equilíbrio e agilidade, um CORE (região central do corpo, abdômen, lombar e tórax) fortalecido, força de braços e movimentos de empurrar e puxar.


O rugby e futebol americano, por outro lado, por serem esportes de alto contato, demandam muita força para absorção do impacto. Dessa forma, é necessário uma construção de massa magra, por meio de um treino de hipertrofia.


Já o vôlei de quadra e vôlei de praia, além de um bom condicionamento de uma forma geral, é fundamental o desenvolvimento de membros inferiores para que tenham potência no salto e de membros superiores para que haja potência nas finalizações.


O futebol demanda alta agilidade e resistência e possui diversos momentos de intensidade, troca de direção e potência. Os membros inferiores e CORE são grupos musculares bastante recrutados.


As valências Força, Potência, e Resistência estão sempre envolvidos em uma boa preparação física para esses esportes. O fortalecimento proporciona prevenção de lesões; a potência se relaciona com rendimento; e a resistência traz durabilidade à performance.


O treinamento funcional como solução!

Visando maior performance nessas modalidades, o planejamento de treinos, considerando a modalidade, os momentos de prática e de descanso, é essencial. A periodização se dará a partir dessas informações: quando realizar um treino de força, um treino metabólico ou ambos.


Acrescenta-se a isso, a definição do nível de condicionamento que o atleta se encontra: se está em um estágio de desenvolvimento de sua base, se precisa de mais reforço muscular ou se já está pensando em desempenho. Todas essas informações são necessárias para que haja maior performance, seja você um atleta de alto desempenho ou de final de semana!


Conta para a gente, qual esporte você pratica e como podemos te ajudar!


#treinamentofuncional #treinamentofísico #atividadefísica #saúde

32 visualizações0 comentário