top of page

A relação entre bebida alcoólica, nutrição e treinamento

Que a bebida alcoólica afeta negativamente o nosso desempenho nos treinos, já é um senso comum (certo?). Mas você sabe como isso nos afeta? Confere aqui os impactos no nosso organismo.

Quanto maior a ingestão, maior o "estrago"

Os efeitos da ingestão de álcool no nosso organismo são dose-dependentes: quanto maior o consumo, mais efeito negativo irá ocasionar. Para as mulheres, esse efeito pode ser ainda maior, pois elas produzem quantidades menores da enzima que metaboliza o álcool (a ADH) e, naturalmente, apresentam um percentual de gordura mais elevado, em comparação aos homens, o que aumenta a retenção de álcool no corpo.


Confere a lista dos principais efeitos da ingestão do álcool

A ingestão de álcool pode ocasionar perda de desempenho e performance no treino e atrapalhar uma boa nutrição. Além disso, outros pontos relevantes, como:

  1. Desidratação: a desidratação pode contribuir para cansaço geral, fadiga precoce, piora da capacidade de concentração e cãibras durante a sessão de treino;

  2. Retenção de líquidos: como efeito rebote da desidratação, há um aumento da retenção de líquidos, o que deixa o corpo mais pesado e contribui para queixas relacionadas à indisposição e inchaço;

  3. Redução de testosterona: a inibição da liberação de testosterona pela ingestão de álcool resulta em menos vitalidade do corpo e piores resultados relacionados ao aumento e manutenção de massa muscular;

  4. Maior consumo alimentar: o consumo de bebidas alcoólicas prejudica o estado de consciência, o que pode resultar em más escolhas alimentares e exagero nas quantidades (beliscar amendoim japonês enquanto bebe cerveja, por exemplo);

  5. Maior vontade de alimentos hiper-palatáveis após o consumo: visto que o álcool pode alterar o equilíbrio de energia do corpo e a produção de serotonina (hormônio do bem estar), o dia posterior ao seu consumo pode vir acompanhado do aumento do desejo por comidas com grandes quantidades de açúcar ou amido e gordura (sorvetes, batata frita, hambúrguer…), como uma tentativa do corpo de receber energia imediata e recompensa.

Aqui vai algumas dicas...

Caso você busque uma melhora nos hábitos e na performance durante o treino, mas consome bebida alcoólica, aqui vão algumas dicas que podem ajudar:

  1. Se você não faz questão do consumo, avalie se realmente quer beber nas ocasiões em que estas bebidas aparecerem. Evite o comportamento de manada;

  2. Reduza a quantidade que consome atualmente (se antes bebia 4 long necks de cerveja, passe a beber 3, por exemplo). Crie metas possíveis de acordo com sua realidade;

  3. Intercale o consumo de bebida alcoólica com água;

  4. Evite a exposição frequente. Dê um tempo para seu corpo desintoxicar (beba apenas no final de semana ou em datas comemorativas, por exemplo);

  5. Opte por bebidas que você bebe menos: se a cerveja é um gatilho para um consumo exagerado, que tal um vinho?

Claro, essas são orientações gerais. Para avaliar o seu caso, especificamente, e obter orientações mais assertivas, consulte uma nutricionista.


Você consegue manter uma quantidade moderada na hora da bebida? Nos conta nos comentários! 💬


#VemPraFORTEM #FORTEMComVC #BebidaNutriçãoTreinamento #Nutrição #ComidaDeVerdade

10 visualizações0 comentário
bottom of page